Publicações

16/11/16

Semana Nacional da Conciliação invadirá praças para levar uma vida melhor ao cidadão

Por uma vida melhor. Esse é o mote da nova edição da Semana Nacional da Conciliação, marcada para acontecer de 21 a 25 de novembro, em conformidade com diretriz do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Em Florianópolis, além da previsão de realização de 3 mil audiências para tratar de questões relacionadas a débitos com o município, o Tribunal de Justiça aliou-se à Prefeitura e demais parceiros para, literalmente, invadir praças e logradouros públicos com um mix de serviços que oferecerá integração social aos cidadãos e ressaltará relações sociais, culturais, esportivas, educacionais e até gastronômicas, através de apresentações e palestras voltadas a oportunidades para uma vida melhor.

Espaços como o Largo da Catedral, Praça XV de Novembro, Praça Fernando Machado e Largo da Alfândega, no coração da cidade, vão abrigar atividades diversas ao longo da semana, com o oferecimento de serviços gratuitos aos populares, como testes de saúde, dicas de beleza, contação de histórias, shows musicais, práticas esportivas, apresentações culturais e encontro de bandas marciais, entre muitas outras atrações.

O Poder Judiciário, contextualiza a juíza de 2º grau Janice Ubialli Garcia, subcoordenadora do Conselho Gestor do Sistema dos Juizados Especiais e Programas Alternativos de Solução de Conflitos do TJ, busca no evento maior aproximação com a sociedade, assim como um espaço privilegiado para difundir a cultura da conciliação. As audiências de conciliação propriamente vão acontecer em dois locais: na sede do Cejusc, no 2º andar do prédio da Prefeitura, na rua Tenente Silveira, logo acima do Pró-Cidadão; e na sede do Foro central da comarca da Capital.

O cidadão também contará com tendas instaladas no Largo da Catedral para resolver pendências através dos serviços prestados pelo Procon, CDL, Casan e Celesc, entre outros. O juiz Antônio Zoldan da Veiga, titular da Vara de Execuções Fiscais Municipais e Estaduais da comarca da Capital, será o coordenador dos trabalhos em Florianópolis.

Fonte: CNJ

Publicações relacionadas

16/11/16

Semana Nacional da Conciliação invadirá praças para levar uma vida melhor ao cidadão

Por uma vida melhor. Esse é o mote da nova edição da Semana Nacional da Conciliação, marcada para acontecer de 21 a 25 de novembro, em conformidade com diretriz do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Em Florianópolis, além da previsão de realização de 3 mil audiências para tratar de questões relacionadas a débitos com o município, o Tribunal de Justiça aliou-se à Prefeitura e demais parceiros para, literalmente, invadir praças e logradouros públicos com um mix de serviços que oferecerá integração social aos cidadãos e ressaltará relações sociais, culturais, esportivas, educacionais e até gastronômicas, através de apresentações e palestras voltadas a oportunidades para uma vida melhor.

Espaços como o Largo da Catedral, Praça XV de Novembro, Praça Fernando Machado e Largo da Alfândega, no coração da cidade, vão abrigar atividades diversas ao longo da semana, com o oferecimento de serviços gratuitos aos populares, como testes de saúde, dicas de beleza, contação de histórias, shows musicais, práticas esportivas, apresentações culturais e encontro de bandas marciais, entre muitas outras atrações.

O Poder Judiciário, contextualiza a juíza de 2º grau Janice Ubialli Garcia, subcoordenadora do Conselho Gestor do Sistema dos Juizados Especiais e Programas Alternativos de Solução de Conflitos do TJ, busca no evento maior aproximação com a sociedade, assim como um espaço privilegiado para difundir a cultura da conciliação. As audiências de conciliação propriamente vão acontecer em dois locais: na sede do Cejusc, no 2º andar do prédio da Prefeitura, na rua Tenente Silveira, logo acima do Pró-Cidadão; e na sede do Foro central da comarca da Capital.

O cidadão também contará com tendas instaladas no Largo da Catedral para resolver pendências através dos serviços prestados pelo Procon, CDL, Casan e Celesc, entre outros. O juiz Antônio Zoldan da Veiga, titular da Vara de Execuções Fiscais Municipais e Estaduais da comarca da Capital, será o coordenador dos trabalhos em Florianópolis.

Fonte: CNJ

Publicações relacionadas

Todos os direitos reservados ao autor 2016.
Todos os direitos reservados ao autor 2016.
Fechar