Publicações

19/10/17

CIJ em Sergipe estimula adoção de crianças maiores de 5 anos

Em Sergipe, até o início de agosto, 266 crianças e adolescentes estavam vivendo em instituições de acolhimento por terem sofrido algum tipo de vulnerabilidade social. Mas, entre eles, somente 29 já passaram pelo processo de destituição do poder familiar, sendo que a maioria tem mais de 6 anos de idade. Por outro lado, Sergipe contabiliza 453 pretendentes à adoção e 80% deles desejam crianças de até 1 ano. Ou seja, há um desencontro entre os perfis existentes e os desejados.

Foram esses dados que levaram a Revista Judiciarium a falar sobre adoção necessária, ou seja, a que estabelece um perfil etário mais ampliado, geralmente de crianças acima de 5 anos. Na matéria, a Juíza Iracy Mangueira, Coordenadora da Infância e Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), explica quais são os procedimentos para adoção. O texto também fala sobre o Projeto Acalanto, grupo que estimula a adoção, e as mudanças que deverão acontecer no Cadastro Nacional.

Fonte: TJSE

Publicações relacionadas

19/10/17

CIJ em Sergipe estimula adoção de crianças maiores de 5 anos

Em Sergipe, até o início de agosto, 266 crianças e adolescentes estavam vivendo em instituições de acolhimento por terem sofrido algum tipo de vulnerabilidade social. Mas, entre eles, somente 29 já passaram pelo processo de destituição do poder familiar, sendo que a maioria tem mais de 6 anos de idade. Por outro lado, Sergipe contabiliza 453 pretendentes à adoção e 80% deles desejam crianças de até 1 ano. Ou seja, há um desencontro entre os perfis existentes e os desejados.

Foram esses dados que levaram a Revista Judiciarium a falar sobre adoção necessária, ou seja, a que estabelece um perfil etário mais ampliado, geralmente de crianças acima de 5 anos. Na matéria, a Juíza Iracy Mangueira, Coordenadora da Infância e Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), explica quais são os procedimentos para adoção. O texto também fala sobre o Projeto Acalanto, grupo que estimula a adoção, e as mudanças que deverão acontecer no Cadastro Nacional.

Fonte: TJSE

Publicações relacionadas

Todos os direitos reservados ao autor 2016.
Todos os direitos reservados ao autor 2016.
Fechar