Publicações

27/01/17

Cartório de Notas de Piracicaba(SP) denuncia falsa assinatura e homem é preso

Um homem de 36 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (26.01), na cidade de Piracicaba (SP), após tentar fraudar uma assinatura e reconhecer firma para comprar um veículo. A ação ocorreu no 3º Tabelião de Notas.

Ao receber a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), uma funcionária desconfiou da veracidade do documento. “Imediatamente fomos buscar informações sobre a pessoa referida no documento, no programa de firmas que utilizamos”, conta a Tabeliã Márcia Bernadete Zanoni Franco, afirmando que todos seus funcionários são muito bem treinados para esse tipo de situação.

No programa de firmas puderam verificar que os números de identificação constantes no documento pertenciam a outro usuário do cartório, que, inclusive, já tinha seus documentos digitalizados naquela serventia. Além da digitalização dos documentos originais, o Tabelionato também possui a foto do verdadeiro dono dos documentos, o que explicitou a falsificação.

Confirmado o crime, a Tabeliã ligou para polícia, que prontamente chegou ao cartório e prendeu o homem em flagrante por falsidade ideológica e uso de documento falso.

“Estamos passando por uma onda de falsificações aqui”, afirma a notária. Selos furtados, etiquetas falsas, assinaturas de pessoas estranhas são alguns casos que já passaram pelo 3º Tabelionato de Notas da Comarca de Piracicaba. Cansada dos acontecimentos, a tabeliã resolveu chamar a polícia.

Clique aqui e veja a matéria no site do G1

Fonte: ARPEN-SP

Publicações relacionadas

27/01/17

Cartório de Notas de Piracicaba(SP) denuncia falsa assinatura e homem é preso

Um homem de 36 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (26.01), na cidade de Piracicaba (SP), após tentar fraudar uma assinatura e reconhecer firma para comprar um veículo. A ação ocorreu no 3º Tabelião de Notas.

Ao receber a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), uma funcionária desconfiou da veracidade do documento. “Imediatamente fomos buscar informações sobre a pessoa referida no documento, no programa de firmas que utilizamos”, conta a Tabeliã Márcia Bernadete Zanoni Franco, afirmando que todos seus funcionários são muito bem treinados para esse tipo de situação.

No programa de firmas puderam verificar que os números de identificação constantes no documento pertenciam a outro usuário do cartório, que, inclusive, já tinha seus documentos digitalizados naquela serventia. Além da digitalização dos documentos originais, o Tabelionato também possui a foto do verdadeiro dono dos documentos, o que explicitou a falsificação.

Confirmado o crime, a Tabeliã ligou para polícia, que prontamente chegou ao cartório e prendeu o homem em flagrante por falsidade ideológica e uso de documento falso.

“Estamos passando por uma onda de falsificações aqui”, afirma a notária. Selos furtados, etiquetas falsas, assinaturas de pessoas estranhas são alguns casos que já passaram pelo 3º Tabelionato de Notas da Comarca de Piracicaba. Cansada dos acontecimentos, a tabeliã resolveu chamar a polícia.

Clique aqui e veja a matéria no site do G1

Fonte: ARPEN-SP

Publicações relacionadas

Todos os direitos reservados ao autor 2016.
Todos os direitos reservados ao autor 2016.
Fechar